Disciplinas disponíveis

O processo de Supervisão não é ainda claro para aqueles que o exercem e para aqueles que estão sujeitos a ele, ocorrendo habitualmente uma certa deturpação quanto as suas reais caraterísticas e potencialidades. A Supervisão deve configurar-se como um processo de natureza colaborativa e relacional, baseada em atitudes de ajuda, disponibilidade, encorajamento e empatia dos supervisores, enquanto agentes de promoção do Desenvolvimento Profissional.


A Tutoria pretende contribuir para o sucesso educativo dos alunos tutorados, ajudando-os a ultrapassar as suas dificuldades, facilitando a sua integração na escola e no grupo-turma. Para isso é essencial que a escola diferencie nas suas formas de intervenção, onde se enquadra a criação de programas de Tutoria, que proporcionem uma escola de qualidade e que garantam o sucesso a todos os alunos.


No âmbito do Projeto MAIA, esta Oficina visa auxiliar os professores a consolidar mudanças na forma de avaliar, de modo contextualizado, e que a aprofundar competências e conhecimentos inerentes ao processo de avaliação das aprendizagens, nomeadamente, através de desenvolvimento de projetos pedagógicos e didáticos em torno de práticas de avaliação formativa, feedback e participação, critérios de avaliação e processos de recolha de informação. Deste modo, visa-se capacitar e apoiar os docentes para a construção dos recursos inovadores necessários e ajustados aos seus contextos educativos específicos, promovendo-se ainda a implementação e análise dos mesmos, tendo em vista o seu aperfeiçoamento ou reformulação.

Ground-Up - programa de resolução colaborativa de problemas para líderes na Educação

A aprendizagem ativa é um processo de ensino que tem como objetivo envolver os alunos nas atividades de aprendizagem levando-os a pensar sobre aquilo que estão a fazer. Com esta oficina de formação pretende-se motivar, capacitar e apoiar os professores na utilização de estratégias de aprendizagem ativa nas suas salas de aula, mostrando-lhes os recursos informáticos e as ferramentas necessárias para a concretização dessas práticas, promovendo e apoiando a sua utilização pedagógica e a refletindo criticamente sobre as potencialidades das TIC nos seus contextos educativos concretos.

A noção de que o Projeto Educativo (PE) é o principal instrumento de exercício da autonomia de todos os agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas, orientando e legitimando a ação educativa em torno de um conjunto de princípios, valores e metas, implica que o mesmo seja desenhado em função das especificidades e necessidades locais, mas também com base nas diretrizes inscritas nos referenciais que traçam as prioridades das novas políticas para a educação para o século XXI, dotando-o de coerência e de uma intencionalidade clara. 

ACD (6h) Projeto MAIA: Monitorização, Acompanhamento e Investigação em Avaliação Pedagógica (MAIA) para a melhoria das práticas de avaliação das aprendizagens. Formador: Hugo Caldeira.